A publicação “Da Casa de Sende aos Governos de Maranhão, Piauí e Grão-Pará”, da autoria do historiador e investigador Ernesto Português.

No dia 26 de junho, sábado, pelas 17h00, nos jardins da Casa Museu de Monção, unidade cultural da Universidade do Minho.
Documentação inédita sobre colonização do Brasil

Documentação inédita sobre colonização do Brasil motiva lançamento de livro e assinatura de protocolo. O seu autor, Ernesto Português, dedicou 12 anos à elaboração desta publicação relevante para a compreensão da colonização do Brasil e descoberta da Amazónia.

A publicação “Da Casa de Sende aos Governos de Maranhão, Piauí e Grão-Pará”, da autoria do historiador e investigador Ernesto Português, vai ser lançada no dia 26 de junho, sábado, pelas 17h00, nos jardins da Casa Museu de Monção, unidade cultural da Universidade do Minho.

A publicação “Da Casa de Sende aos Governos de Maranhão, Piauí e Grão-Pará”, da autoria do historiador e investigador Ernesto Português.

Editada pela Casa Museu de Monção/Universidade do Minho e pela Câmara Municipal de Monção, trata-se de uma obra de capa dura com três centenas de páginas, onde é realçado o importante papel desempenhado por três gerações oriundas da Casa de Sende na colonização do Brasil e na descoberta da Amazónia.

A documentação (escritos e desenhos da época), resgatada do fundo de um baú antigo da Casa de Sende, são de grande relevância para a compreensão da colonização do Brasil, durante o século XVIII, bem como do trabalho desenvolvido pelo Capitão General Gonçalo Pereira Lobato e Sousa, no Estado do Maranhão, onde teve a tarefa de criação de vários municípios, entre estes, Monção e Viana do Maranhão.

O seu filho, João Pereira Caldas, desempenhou um papel notável no governo da Capitania de Piauí e do imenso estado do Grão-Pará. Posteriormente, esteve à frente das capitanias do Rio Negro, Mato Grosso e Cuiabá, sendo figura marcante na Viagem Filosófica, chefiada por Alexandre Rodrigues Ferreira.

Após a apresentação da publicação, o vasto espólio documental será objeto de um auto de entrega, por parte da família, ao Arquivo Municipal de Monção. Este procederá ao devido tratamento arquivístico e respetiva conservação documental, de forma a poder colocar-se à disposição da comunidade, estudantes, investigadores e historiadores.

O autor da obra, Ernesto Português, Cidadão de Mérito de Monção, dedicou 12 anos à elaboração desta obra, tendo, inclusive, já proferido diversas comunicações alusivas à temática em seminários, conferências e congressos internacionais, bem como publicado artigos em jornais e revistas.

Print Friendly, PDF & Email
Me gusta
Me gusta Me encanta Me divierte Me asombra Me entristece Me enfada